"Monocrômica, anacrônica, atraente, arcaica Antonina, não amo-te ao meio, amo-te à maneira inteira."
Edson Negromonte.



segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

E A LUTA POR CARGOS NO PORTO DE ANTONINA CONTINUA...

14 comentários:

Anônimo disse...

Não tem mais nada para fazer aí.
Nem pescar querem mais?
Tomar cafezinho no Jekiti?
Assim não dá, assim não dá...
Aprenderam com o FHC, o Presidente
mais preguiçoso que o Brasil já teve.

Anônimo disse...

Estamos em época do defeso, e como o Masca nem navio esta vendo mais no porto. A discussão que esta tendo no Jekiti é que o Canduca o premie com o cargo em comissão de: Secretário Gerente do Pesque-pague da Baia de Antonina.

Assinado.
H. Romeu Robalo

Anônimo disse...

quá quá quá

Ver a cara do Masca, sem cargo, perdido pelas esquinas, não tem preço!

Amigos do Jekiti disse...

Calma pessoal, não contem com o ovo dentro da galinha, pois falta um cargo para ser preenchido no porto. A propósito, sou amigo do Masca desde a infância e respeito suas posições, embora não concorde. No regime republicano é assim: tomamos partidos e colhemos os frutos ou os fracassos... tudo é uma questão de escolhas.

Anônimo disse...

Então tá!

Anônimo disse...

Luis, você pode até ser amigo do Masca, mas ele não é amigo de ninguém. Ele vive pendurado no saco de políticos buscando cargos. Muda de político e de partido de acordo com a conveniência.

Amigos do Jekiti disse...

eis o ponto que não concordo com ele, mas isso não é motivo para brigar com ele.

Anônimo disse...

Masca só vai conseguir ser diretor na zona!

Anônimo disse...

Quarta-feira, 12 de janeiro de 2011




Beto Richa: um governador de ímprobos?

Na campanha majoritária de 2010, o partido do governador do Estado (PSDB) se agarrou a uma bandeira que, na verdade, deveria ter sido empunhada por todos os partidos: a da honestidade. Especialmente aqui no Paraná, o que mais se falou foi do legado do genitor, qual seja, da competência, seriedade e honestidade para com o povo paranaense.

Ora, não me recordo de ter visto ou ouvido qualquer notícia de que o governador José Richa tenha sido ligado à compra de votos, caixa 2 ou que membros da sua equipe de governo tivessem cometido qualquer crime, não naquele período. Entretanto, o ex-prefeito de Curitiba e atual governador Beto Richa, esse sim, tem componente do seu staff ocupando o noticiário local e as redes sociais, com denúncias de compra de apoio de candidatos a vereadores de um partido inteiro para sua candidatura a prefeito da capital.

Ih! Ói ele aí de novo. Não bastava ter nomeado o nada menos suspeito ex-prefeito Cássio Taniguchi a Secretario de Planejamento, aquele velho conhecido da mídia e dos movimentos sociais, lembram? Pois é, condenado por Crime de Responsabilidade! Não sabe que o é? Veja lá no Decreto Lei 201/67 (mas vou resumir em simples palavras: não tratar a coisa pública com o devido zelo! É isso mesmo, ele foi condenado, só não foi punido, em virtude da morosidade da apuração, pois o crime infelizmente prescreveu em 2004).

Não bastava ter resgatado o seu antigo chefe de gabinete, lembra dele? Aquele rapaz chamado Ezequias Moreira Rodrigues, preocupado com a família (tanto que arrumou uns amigos, também muito preocupados com o bem estar da família), que preparou um “contratinho” na Assembléia, assegurando um bom salário para a sua sogra. Grande genro não? Este sujeito abocanhou todos os ganhos da sogra, mais de R$500.000,00! Mas também não faz mal, ela nunca trabalhou lá mesmo, mais um fantasma em nossa casa de Leis.

E tem mais! Nosso governador deu outras demonstrações de que sabe mesmo escolher os seus: nomeou Nelson Cordeiro Justus, nada menos que o filho do presidente da Assembléia Legislativa Nelson Justus (DEM), para a Diretoria de Relações Institucionais e Comunitárias da Companhia de Habitação do Paraná. Segundo noticiário local, o Ministério Público do Paraná o investiga por improbidade.

Então, seria Beto Richa um governador de ímprobos?

Por: Eustáquio Moreira dos Santos


GALHOFA " O Repórter "

Fortunato disse...

O que podemos tirar de lição desse imbróglio: que ser cabo eleitoral sozinho quando o seu candidato é vencedor, não dá habilitação para ter em si a representatividade de fazer-se um comissionado. Antonina precisa de um partido político, forte; coeso; com ideologia e que represente no coletivo os anseios do nosso povo.

Amigos do Jekiti disse...

concordo com vc, natinho

Masca disse...

Aos anônimos.
"Falem bem, falem mal, ..." o resto voces sabem.
Obrigado pela lembrança.
Mauricio Scarante (Masca)

Antonio Bento disse...

É melhor estar na boca do povo, que no da polícia.

Anônimo disse...

Uma imagem fala mais que mil palavras.
Cuidado que pode sobrar umas facas lá pros lados do Jikiti. hahaha
José Luiz

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento