"Monocrômica, anacrônica, atraente, arcaica Antonina, não amo-te ao meio, amo-te à maneira inteira."
Edson Negromonte.



terça-feira, 17 de maio de 2011

SOBRE A FACULDADE DE ARTES EM ANTONINA

Numa das postagens um amigo anônimo colocou uma ideia sobre a criação de uma faculdade de artes em Antonina. A proposta é excelente, pois Antonina tem uma tradição musical e hoje conta com um grupo jovem de artes cênica. O amigo Maurício comentou sobre o assunto e completou seu comentário que a faculdade de artes em Antonina poderia seguir o mesmo modelo da FAP (Faculdade de Artes do Paraná), em Curitiba.
A FAP é uma instituição pública de ensino superior, pública e gratuita, exclusivamente voltada à formação artística e mantida pelo governo do estado do Paraná, com sede na cidade de Curitiba. Com nove cursos de graduação e três de pós-graduação, a FAP atua na formação do artista, do pesquisador e do professor de artes, e é a única instituição de nível superior do Paraná que disponibiliza cursos de graduação em praticamente todas as áreas de artes. Alguns cursos, como os de Musicoterapia, Dança, Artes Cênicas, Licenciatura em Teatro e Cinema e Vídeo tem caráter pioneiro no Estado, e são ofertados com exclusividade pela FAP.
O que precisamos entender que este estilo de ensino propicia ao jovem uma visão mais ampla do mundo, através do estetecismo e suas representações.
Vejo essa possibilidade como uma forma de despertar no jovem antoninense uma maneira mais fertil de enxergar seus valores e padrões psicossociais. Não me refiro sobre o culto ao belo e sim sobre uma visão mais aprofundada da sociedade usando a arte como parâmentro.
Além dessas perspectivas, a faculdade possibilita uma movimentação maior na cidade, por conta da vinda de professores e alunos, gerando renda e investimentos.
Portanto, a ideia está lançada e para concretizá-la é preciso que a administração atual faça o seu papel, agregando as lideranças locais e a comunidade.  

38 comentários:

Anônimo disse...

Parabens Antonina pela idéia.
Antonina tem tudo para ser a capital paranaense das artes.
Pode ter carnaval, pode ter festival de inverno, pode ter o que quizer. Tem locais públicos adequados para servirem de ambiente ao estudo. Já imaginaram Antonina, uma cidade com centenas de alunos vindos de fora para estudar. Haveria a criação de entenas de empregos indiretos. Seria uma injeção de ânimo ao capelista tão sofrido. Além do que esta comprovado que em qualquer área, quem tem curso superior ganha pelo menos três vezes mais.

MÁRCIA disse...

Minha ANTONINA já é uma arte!
Até hoje, quando encontro alguns colegas nos fóruns de nossa Comarca vizinha, Paranaguá, sou lembrada com ironia, mas respeitosa, de nossa hino que diz: "ANTONINA ORGULHO DO BRASIL!"
E passivamente eu respondo que nunca pedi para quem quer que seja, que sinta este orgulho!
Este orgulho é meu, é MEU ORGULHO DO BRASIL! É orgulho da gente antoninense! Aqui não me entendam apenas os caiçaras, dos quais eu me incluo, mas daqueles que viram e vêem nesta terra alguma forma de sentir orgulho! Para estes filhos adotivos, MUITO OBRIGADA!
Assim, caro amigo, qualquer forma de arte, que vier complementar a mais bela delas, seja na sua beleza, na sua economia, na sua cultura, nas suas necessidades mais urgentes e para, acima de tudo, descobrir os talentos de nossos artistas, engrandecendo nosso povo, que venha robustamente!

Márcia

Denilson Pinheiro disse...

Excelente!!! Nossa cidade por si so ja e uma arte, arquitetura, musica, historia, cenicas seria muito bem vinda agora vamos impulsionar essa ideia...

Anônimo disse...

FACULDADE DE ARTES AQUI? DEIXEM DE BOBAGEM. ISSO É CONVERSA PRA BOI DORMIR. AQUI TEM ARTISTAS DE MENOS E ARTEIROS DEMAIS!!!

VÃO LÁ CONVERSAR CO PREFEITO, QUE ELE 'MONTA' O QUE VOCEIS QUEREM.

Anônimo disse...

O amigo acima sabe o que é uma Faculdade? Fiz duas e graças a Deus hoje sou um homem realizado. Para isso tive de sair de Antonina muito jovem. Quando falo em realizado, me refiro a todos os sentidos. Quando terminei o colegial, falei para minha família, vou sair para estudar. Amo a cidade que me acolheu, porém não quero morrer cedo, frustrado e ignorante( claro que não me refiro a todos que ficaram conheço muitas e grandes exceções). Quero o mesmo destino para os jovens de Antonina e êles podem ter e ser o que eu tenho e sou e muito mais. Sem precisar sair para outra cidade. Antonina, é uma Pérola incrustada na Serra do Mar. É o lugar ideal para estudar e aprender. As cidades grandes hoje estão se tornando invoáveis para se viver. Transito violento, distâncias grandes, drogas, assaltos, prostituição, custo de alimentação e aluguél elevados. Se em Antonina tivesse Faculdade, não teria saido. Eu e muitos dos meus amigos e colegas da época. Muitos dos que ficaram já morreram, talvés de tédio, na pinga, etc. Só os fortes sobrevivem em Antonina sem cair na mediocridade, no vício, na rotina e no "dolce far niente".
Vamos lá Antonina Faculdade já.

TOKADARTE disse...

SIM E PORQUE NÃO UMA FACULDADE DE ARTES EM ANTONINA?
E QUEM FOR CONTRA QUE SE MUDE.
ANTONINA NÃO PRECISA DE PESSOAS NEGATIVAS, SE É QUE PODEMOS CHAMAR DE PESSOAS, O CERTO SERIA PEÇONHENTAS.

Amigos do Jekiti disse...

VAMOS CRIAR A FAAN (FACULDADE DE ARTES DE ANTONONINA)
que tal?

Anônimo disse...

realismo não é pessimismo.
aqui nem bilbioteca que preste tem. voces acham que a prefeitura vai encampar a idéia de voceis?

e tem mais:- o reino está num mau cheiro terrível. é o cheiro que este blog exala, que, embora tenham pessoas, pelo menos de bom gosto, embora não haja senso prático, (fac. de artes) - há neste blog uma predominância mórbida pelas faculdades fecais.

A PESSOA MAIS AUTORIZADA PRA FALAR SOBRE A VIABILIDADE DE SE IMPLANTAR UMA FACULDADE PÚBLICA AQUI É O EDUARDO BÓ - PERGUNTEM A ELE.

(ei, anônimo aí de cima, se v. tem duas faculdades feitas, eu tenho tres...)

Anônimo disse...

não digo quais são, senão voces me descobrem...

Anônimo disse...

Tava demorando para um "antoninense, não da gema, mas que só geme" aparecer e tentar destruir uma boa idéia. Essa gente quer Antonina cada vez pior, com trancas na porta, muros altos e janelas com grade. Depois vão reclamar nas esquinas , no jequiti que antonina não tem segurança e o prefeito é oculpado.
Essa cara que fez 3 faculdades talvez prefira ver o jovem antoninense com uma pedra de crack na boca que um instrumento musical nas mãos.

Anônimo disse...

Uma faculdade muda tudo, quem estuda não tem mentalidade tacanha, não é egoísta, nem negativo.
Conheço gente que tem muitas faculdades e ganha merreca.
A futura faculdade não depende do poder público de Antonina, que como tenho lido muito é clientelista.
Antonina é o povo, as autoridades são como os mediocres que logo passam.
Parabéns Antonina, vamos agora arranjar alguém pra fazer um bom projeto, o que não é difícil. Em seguida dar entrada no Governo Estadual e Federal. Lógico que vai ter que mexer com políticos.
Mãos a obra, quero ver os jovens de Antonina num futuro próximo mostrando aida mais o seu valor.

Amigos do Jekiti disse...

Eduardo Bó jamais poderia ficar fora desse projeto.
Ele tem conhecimento sobre o assunto.

Anônimo disse...

Dos sonhos surgem as idéias. Das idéias surgem as concretizações.
Thomas Edson, fez mais de 4 mil tentativas frustradas antes de conseguir fabricar a primeira lâmpada elétrica que funcionou.
Vamos lá Antonina, se for preciso façam 10 mil tentativas. Seus filhos e netos irão agradecer no futuro.

Anônimo disse...

Podem começar: a vez é de vocês. procurem o governo estadual e federal para implantar aqui a faculdade que voceis sonham. O que voceis vão conseguir é implantar mais uma 'dificuldade'.

Entre medíocres dentro da política e lunáticos do lado de fora, o reino está bem municiado e vai ter progressos fenomenais.

(Se o Eduardo Bó se manifestar no sentido de ser realmente possível, então passo a investir na idéia. Que eu saiba´, é o único antoninense que frequenta a intimidade da UFPR)

Anônimo disse...

O Cequinel ainda não veio 'esmerdear' este capítulo?

Anônimo disse...

COM A PALAVRA O EDUARDO!

Anônimo disse...

cade o Cequinel?
só gosto de ler os comentários dele. ele zoa da cara de todos voces e voces ainda respondem levando a serio as piadas dele, seu bobocas.

huahuahua

Anônimo disse...

Nota de cinquenta é micharia. O negócio agora é nota de cem.... Vocês esquem da nota de cinquenta, porque querem uma de cem.

Teve um Antoninense 'pé no chão' que arregaçou as mangas e fez algo que hoje é OU DEVERIA SER a própria LOGOMARCA de Antonina. A BANDA.

É arte e é prática, é ensino de nível técnico-profissional. Quem se forma, ganha dinheiro com a nova "arte/habilidade"

Em vez de sonhar com faculdade pública aqui (exige forte, muito forte cacife político) - façam como o "célebre e honorável antoninense" (não é ironia) - que criou o que Antonina tem de melhor em artes: tanto quanto Ele criou escola de música, criem voces escola uma escola de pintura e artes fotográficas. (Não se esqueçam das artes fotográficas, pois só pintura é.... 'pra morrer de fome...'

Anônimo disse...

Viva a interneti. Agora a gente pode fala e voceis não sabem quem sou.
Prá que facurdadi. Nois vamo cuntinuar na ignorancia, cossando o sacu e guspindo nu chão, como nosso avós sempre fiserao.

Anônimo disse...

ARTE PRÁTICA é uma coisa.
ARTES PLÁSTICAS é muito outra. Com a primeira se vive. com a segunda se passa fome, com raras exceções.

Anônimo disse...

Na fachada da Prefeitura Municipal de Antonina, existe uma placa comemorativa da visita de D. PedroII.
Ele desembarcou em Antonina, pois naquele tempo não existia a estrada de ferro. Posteriormente subiu a Serra do Mar em carruagem, até Curitiba, pela estrada da Graciosa. A estrada da Graciosa foi construída ligando Curitiba até Antonina, aproveitando uma passagem na Serra. Essa passagem era utilizada pelos indios, para descerem até Porto de Cima, onde pegavam suas canoas e desciam o Nundiaquara até o mar. Os Jesuitas aproveitaram este caminho, melhoraram-no e utlilizaram-no para o transporte de mercadorias em mulas no sentido Planalto -Litoral e Vice-versa. Faço a seguinte pergunta: Na referida placa existe um erro de grafia. Quem descobrir e publicar aqui neste blog, terá uma vaga garantida na futura Faculdade. Sem vestibular e com tudo pago.

Anônimo disse...

Gostei dessa estória de LOGOMARCA. Pois é. Se ouve demais dizer que aqui é a capital do caranguejo (que anda prá trás em vez de ir pra frente)
Que tal mudar essa toada e 'começar vender a idéia' que o reino é a CAPITAL DA MÚSICA e promover a banda pela TV Cultura e pelos contatos períodicos com a GAZETA DO POVO?

Ei turma do Jekiti-litro, não seria um meio, ainda que remoto, de começar a preparar caminho pra viabilizar essa conversa de faculdade de artes aqui?

Haveria preservação do meio ambiente, evitaria a caça predatória dos coitados dos siris e atrairia turistas aqui pro reino !!!


Vamos, cambada, se mecham!!!

Anônimo disse...

O MAIOR DESPERDÍCIO TURÍSTICO NESTA CIDADE É NÃO TER PROMOÇÃO DA RETRETA.
DARIA PRA LOTAR OS HOTÉIS DE TURISTAS, SE HOUVESSE "PACOTE TURÍSTICO" PRA VER A RETRETA DO ÚLTIMO SÁBADO DE CADA MÊS. COMO NINGUÉM VIVE SÓ DE MÚSICA, TODO ESSE PESSOAL IRIA LOTAR RESTAURANTES NO DIA SEGUINTE.

Anônimo disse...

Podia incluir nesse 'pacote de turismo' apreciar a turma do chorinho (carioca) e também os "velhinhos transviados" da seresta, que já andam desafinando pra caramba, mas ainda valem 'pra engordar o caldo e fazer pose em fotografia...'.

Anônimo disse...

EM VEZ DE FESTA DO SIRI, A PREFEITURA DEVIA FAZER O "FESTIVAL DA MÚSICA"

Anônimo disse...

mais uma, agora pra essa turma preguiçosa do samba e do batuque:-
podiam fazer uma 'escalação' e, a cada sábado (os tres primeiros), uma escola de samba ficar imcumbida de fazer promoção do samba lá na Ponta da Pita.

Amigos do Jekiti disse...

O grande problema da faculdade de artes é a demanda e a proximidade com Curtiba e Matinhos, onde tem cursos de artes.
Segundo um amigo meu, ligado às artes no Paraná, essas são as dificuldades para atrair cursos para Antonina.
Cabe esclarecer que a filarmônica não forma mestres e sim músicos, com a faculdade esses jovens teriam maiores chances profissionais... isso sem contar que estudarão gratuitamente.
Gostaria de dizer que este blog não segue a máxima de alguns antoninenses: "Se a ideia não é minha, não presta, ou seja, a inveja é uma merda...hahaha!
Antonina ainda vai pastar por muito tempo, por conta desse canibalismo provinciano que habita nos corações e mentes de alguns. Essa gente titica não precisa de uma faculdade de artes e sim a de psicanálise para curar o complexo de vira-lata que habita em suas mentes ou quem sabe de ciências políticas para aprender como vender voto em troca de migalhas.
O pior não é discordar da faculdade e sim em não mostrar outros caminhos que dêem ao jovem antoninense maiores perspectivas.

Anônimo disse...

O sabichão, mestre em música? Pra quê? Lecionar aonde, que não tem mais solfejo musical ou instrumental nas escolas ginasianas? Não adianta diploma de mestre em artes musicais pra prestar concurso de varredor de rua.

Se for pra resolver o problema dessa juventude toda que a gente vê zanzando no sábado à noite, a coisa é diferente.
Não é de ARTE que tanta gente precisa e sim de OFÍCIO. (digitador, programador, cozinheiro, camareiro de hotel, contador técnico, etc., etc., etc.... (e as profissões mais antigas:- caixa, vendedor, marceneiro, serralheiro, mecânico, lanterneiro, montador de equipamentos, e profissões ligadas a área portuária, pois se aqui pouco tem de porto, sempre haveria a possibilidade de a molecada fugir e arrumar emprego em Paranaguá e em Santa Cat.) e... e... alguns até se dariam muito bem com artes plásticas... que exigem aptidões básicas de nascença. Voceis falam como se toda essa molecada tivesse aptidão nata para a pintura, escultura, poesia....

Torno a repetir:- Consigam o aval do Eduardo Bó, que, então, apesar de todo o dito, 'meto a viola no saco' e paro de dar pitaco.

Agora, se já tem de monte lá em CWB, aqui só vai dar faculdade com poucos alunos. vai ser preciso convocar a turma do litro.

Amigos do Jekiti disse...

Concordo com vc, em parte. Mas colocar a arte como secundária, mesmo em Antonina, é não enxergar o que ela representa para a história da humanidade. A arte amplia horizontes e torna o homem livre.
Concordo sobre os cursos profissionalizantes - tanto que já fiz postagens a respeito -, mas para trabalhar em Antonina?
Desculpa, sem menosprezar, mas isso é limitar as potencialidades do povo e sua vocação artística.
Por exemplo: uma faculdade voltada ao turismo é uma saída, por conta da pontecialidade da cidade, como a faculdade de arte o é. Você precisa entender que Antonina tem vocação para as artes e para o turismo e isso é uma verdade, mesmo que você não a enxergue.
Sei das dificuldades, mas é preciso tentar para que não dependamos dessa política tacanha que se faz em Antonina.
Se trouxermos uma empresa para Antonina, como arrajaremos técnicos para trabalhar nela, se não há uma política de trabalho e emprego? A maioria dos empregos para o antoninense seria para os sem especializações, embora concorde que é melhor do que vivemos hoje, pois técnicos de fora talvez seja uma maneira de alavancar o comércio.
Cursos profissionalizantes direcionados é um tiro no escuro, porque o aluno não tem garantias de que uma empresa virá se instalar em Antonina, enquanto a facudade de artes (música) já tem pessoal semipreparado para se tornarem mestres.
Antes de tudo precisamos reestrutura o ensino, a educação e depois planejar a melhor alternativa de acordo com a verdadeira vocação de Antonina.
Antonina ficou acéfala por 40 anos, recuperar o tempo perdido pode levar décadas.

Anônimo disse...

Luiz, a prefeitura montou um curso de inglês de grátis, não teve aluno suficiente e teve que ir buscá-los no Bairro Alto/Cedro/Cacatu, esse pessoal ai do centro não quer nada com o basquete, o que eles gostam é de ficar com a bunda no vento - leiam-se pais que os financiam com merrecas - sobre que o vento um dia para de bater na bunda - humanos morrem - ai eles já estão "velhos" para sair de Antonina e vão ficando...ficando...vendendo um votinho aqui outro ali, um carguinho comissionado ali outro aqui...esse pessoal foi foi acostumado a trabalhar, são os fidalgos da "puta pobre", proxenetas filiais, vcs sonham, mas a realidade é essa...

O Chefe


Compartilhar |

Quando o corpo humano foi feito pela primeira vez, todas as partes do corpo queriam ser o chefe.

O cerebro foi o primeiro a dizer:

* Como eu sou o orgao que controla tudo e sou o unico capaz de pensar, eu serei o chefe!

As pernas disseram:

Nos conduzimos todo o corpo, nos e que devemos ser o chefe.

Os olhos reclamaram:

* Nos, somente nos, que vemos todas as coisas, avisamos da iminencia do perigo, nos devemos ser o chefe.

E assim prosseguiu a discussao, coracao, pulmoes, todas as partes queriam ser o chefe. Quando a discussao pegava fogo, ouviu-se uma voz:

* Eu Serei O Chefe!

Era o Cu, que finalmente dava a sua opiniao. Todos cairam na gargalhada. Como poderia o Cu ser o chefe? Feio, todo enrugado, foi aquela gozacao. O Cu ficou triste, chateado e resolveu sair da reuniao. Decidiu entao fazer greve: O Cu parou de trabalhar, nao mais cagou! Poucos dias depois o cerebro estava febril, os olhos jah nao conseguiam abrir, o coracao nao batia direito, os pulmoes nao aguentavam. Era um mal estar geral.

Entao todos se reuniram e imploraram pra o cerebro deixar o Cu ser o chefe, caso contrario o corpo morreria. Assim aconteceu, cada parte fazia o seu trabalho e o cu chefiava. Era uma cagada atras da outra . . .

Moral da Historia:

Para Ser O Chefe Nao E Preciso Ter Cerebro. Basta Ter Cu E Fazer Suas Cagadas De Vez Em Quando . . . Esse é o cú de Antonina!!!!!!

Anônimo disse...

Tanta porcaria, o pessoal que realmente frequenta o Jekiti deveria pedir a retirada do nome "Jekiti" desse blog. O local já é mau falado, com essa propaganda negativa até a turma do litro se sente no direito de requerer indenização sobre calúnia por qualquer matéria aqui postada. Matéria que cite seu nome.

Anônimo disse...

essa greve do c.... é coisa do Cequinel. é um cara sem compostura mesmo. ah, sim! desculpe é um cara com combostura...

Anônimo disse...

Esqueçam o Cequinel, que o 'ome' tá mais pra lá do que pra cá. (o que é esse bamboleio, não sei, mais qui ele tá nessa, ah, já tá sim. além de tudo já é bola mucha faiz tempo. qui nem viagra resolve mais o 'pobrema' dele - já tá só na página do folclore do reino, qui ele gosta e goza disso.

Anônimo disse...

Oh Céus!!

Nós , aqueles que fumos educados conforme a tradição, família e prosperidade, em colégios de altíssima qualidade e reputação ilibada, teremos doravante que asseitar a maneira totalmente estapafúrdia de escrever e falar da jentalha !!
Horror dos Horrores !!! Os inletrados crescerão em número tal que daqui a alguns anos todos mundo estareis falando e escrevendo erradamente…

Visconde da Feira Mar

Anônimo disse...

Falecimento

A juventude antoninense vive observando anos de silêncio em respeito ao seu falecimento precoce. (Tube)

Geraldo T. Mello Rêgo

Anônimo disse...

VISCONDE DA FEIRAMAR;- não passe em frente da prefeitura que a turma do 'CORTA TUDO' já fez a maior merda nas árvores do teu pedaço e então vão querer cortar também o teu r.....
o teu domínio tá bonito, coaqueles tocos indecentes que largaram no meio da praça. tá muito mais bonito do que árvore em pé. como é que tu deixô os ANARFAS/CAIPIRAS/ESCROTOS da prefeitura fazer tal estrago no teu jardim?

Anônimo disse...

Essa é a minha Antonina!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento