"Monocrômica, anacrônica, atraente, arcaica Antonina, não amo-te ao meio, amo-te à maneira inteira."
Edson Negromonte.



terça-feira, 25 de setembro de 2012

NEM SEMPRE O PASSADO É MUDO

Para os que têm preguiça de ler as postagens e que não acompanharam as minhas opiniões sobre as candidaturas à prefeitura de Antonina, vos digo que não apoio e nem quero que a Antonina que queremos e a Antonina no coração ganhem a eleição, no dia 07/10. Minha convicção sobre as duas candidaturas não está relacionada ao cunho pessoal, pois não tenho, no âmbito pessoal, nada contra ou a favor dos dois candidatos. Minha divergência em relação as duas chapas já foram expostas e seguem a forma pela qual eu entendo o que seja conduta política, ética e administrativa.
Não vou aqui enfadá-los com minúcias sobre os motivos pelo quais não opto por uma candidatura e outra,mas não posso isentar-me de repetir que a senhora Munira governou Antonina por oito anos, como se administrasse o quintal da sua casa. Sobre a Antonina que queremos, segundo meu ponto de vista, representa o fisiologismo, oportunismo, o “vale tudo” eleitoral, não só pelos acontecimentos que levaram Canduca a não participar da disputa, mas pelo antagonismo que há no pensamento dessa coligação.
Logicamente minhas opiniões em relação às duas chapas são baseadas no empirismo que assolou as últimas administrações e, no meu ponto de vista, interferiram negativamente nas políticas que precisavam ser aplicadas em Antonina.
Em relação à senhora Munira os aspectos são mais evidentes, pois quando saiu do executivo municipal não deixou nenhum legado relevante que pudesse ser mantido, desenvolvido e ampliado. Falam das escolas que construiu e reformou, mas se esquecem de dizer que a educação não teve um projeto qualitativo que possibilitasse ao aluno, por exemplo, um ensino integral, voltado não só para seu aprendizado, como também para a formação esportiva e cidadã. No seu tempo a educação foi vertical, quase ditatorial, pois não havia, por parte da secretaria, uma postura democrática que permitisse a discussão sobre o desenvolvimento educacional do aluno e profissional dos professores. A educação da senhora Munira limitou-se ao tangível, mas se esqueceu de dar a ela os meios necessários para qualificá-las.
Mas é o assistencialismo da senhora Munira foi a sua marca e obedeceu aos velhos costumes populistas, cuja premissa era a farta distribuição de insumos aos pobres, sob discursos messiânicos, repletos de moral cínica, com o intuito de tornar refém de seus interesses aqueles náufragos e miseráveis que aprenderam, as duras penas, pegar o diabo pelo rabo. Mas os discursos, sorrisos e abraços plastificados, embora agasalhados, escondiam, nos gestos teatrais, uma postura totalitária do culto à sua personalidade.
Esse tipo de liderança não se preocupa com políticas públicas e desenvolvimentistas, não olha para o carente como um ser que precisa melhorar de vida, ter acesso à educação, trabalho e saúde de qualidade.  A prova está na falta de emprego, no aumento da violência e nos conselhos municipais que criou e não saiu do papel, como, por exemplo, o do  meio ambiente.
Quanto à coligação Antonina que queremos, a situação é mais emblemática, porque a composição da sua chapa acolhe grupos tão heterogêneos que é previsível, se ganhar, que a divisão do poder será uma guerra de todos contra todos. Digo isso porque a chapa é composta por conservadores e tradicionalistas, os quais  são intolerantes às correntes progressistas, representadas pelo PT e pela sua juventude socialista, sem contar a ala dos fisiologistas, que sempre se sujeita a tirar da coligação algo que lhe favoreça.
Não posso isentar-me de apontar essas distorções porque já vimos e sentimos na pele o quanto são prejudiciais para qualquer administração tocar os projetos e obras quando nela há grupos tão heterogênicos. A prova recente está justamente no próprio grupo que acompanhou Caduca e depois o abandonou por divergências ou interesses políticos e pessoais para formar a coligação Antonina que queremos. Mas a grande prova de que os interesses antagônicos realmente prejudicam a administração está na premissa de que a partir do momento que o grupo abandonou a administração Canduca as obras, benfeitorias e demais políticas começaram a acontecer ou foram retomadas.
 Isso me leva a crer que Canduca recebia grande pressão e oposição interna para dar andamento aos seus projetos, e a partir do momento que os interesses se tornaram comuns ao grupo que permaneceu fiel a ele, Antonina se transformou num canteiro de obras e, entre outras realizações, recebeu o aval para a instalação da Techint,
Minhas colocações sobre as duas candidaturas se baseiam numa lógica que a meu ver é comum a todos os antoninenses e, mesmo que não concordem, não poderão desprezá-las, pois suas bases têm fundamentos empíricos e, se for assim, também não deixarão de ouvi-las, porque nem sempre nosso passado é mudo, como é no caso de João Domero e Jefe Fonseca.

24 comentários:

Anônimo disse...

Se ficar o bicho pega. Se correr, o bicho come.
Essa é a opção do reino.
O atual alcaide, de repente, tá virando principe encantado, depois de quase quatro anos de plácido e persistente sono....
Na grande comédia antoninense, o PT tem papel de destaque:- é o vendedor do patrimônio de votos de esquerda, pra quem der mais.... Mas dessa vez vai sifu, que se vendeu pro grupo errado. Mas a ciumeira continua grande. A Munira não pode distribuir bolsa e nem cesta básica. Ela não é de esquerda. Só os peitistas é que podem..... Sinão, cumé qui fica essa bagunça???? Fica sim, qui nesta terra, Tiradentes tá casando com princesa Leopoldina. verdadeiro samba de crioulo doido... E tem um 'pau-ladino' dos votos para da CV que queria ser prefeito e 'atrapaiaro' Ele... o geito foi si 'cão-formá' in cuntinuá vereadô.... Tem poco, mais o pasto é bão..... EITA SAMBA DO CRIOULO DOIDO..... Já já vamo sabê quem é que vai si incarregá da arrecadação do dinhero do povo pra "binificiá os boi no pasto"..... Os boi vai comê mior?? Vai sim, boi e bufalo vai é comê a cumida do povo......

Anônimo disse...

o passado mudo também é uma incógnita.... Nunca se sabe o tamanho do bolso de ninguém.... Do passado que não é mudo, bem é que se sabe.... Quem votar no passado que não é mudo, sabe da gastança que vem 'despois'.....
SANTO SÓ NO CEU.
SANTO SÓ 'DESPOIS' DE MORTO E BEM ENTERRADO, PRA NEM CACHORRO CHERÁ....

Critico das Mala Zartes disse...

Editor Canduca foi traído pois ele jamais gostou daquele poema do Drumond "A Quadrilha".

Anônimo disse...

tudo que depende do governo municipal continua como dantes, ruas sujas, praças cheias de mato, falta de lixeiras, trapiche abandonado,lixeiro passa as vezes, as obras da praça bino, feira mar e caveirão só foi dado inicio o resto das obras que funcionam não são do municipio e a equipe do cara é boa? aí é de fó fó.

Anônimo disse...

Moral Cínica.(de cinismo)

Entendo como contrário a ética?

Ética, Não empregar parentes ou coligados por serem de confiança ou competente. A ética transcende a isso.
Competência não é única, logo o candidato deve usar a ética, transparente, não indicando os que não sejam por mérito comprovado do mercado de resultados.
Moral cínica manipula o povo.
O povo deve manipular os eleitos. Sem o olhar do povo nos controles e acompanhamentos das açoes vem a corrupção.O desmando.
Ensine o povo a governar seu prefeito e aí sim diga: Moral e Cívico.(de civismo)

PAULO R. CEQUINEL disse...

Concordo, Luiz, que nem sempre o passado é mudo.
Devo enfatizar, entretanto, que o passado, o presente e o futuro estão coalhados de anônimos que só conseguem ser "valentes" assim, escondendo-se de forma patética.
São capazes de afirmar as maiores barbaridades contra pessoas aqui da nossa cidade, são precisos quando apontam o dedão pretensamente moralista mas nunca têm a dignidade de identificar-se. Tenho nojo.

Anônimo disse...

CEKINEL FIQUE NA TUA, QUE ATÉ ONDE EU SEI, TEU NEGÓCIO É MERDA.

Amigos do Jekiti disse...

Paulo, modero com critério os comentários e jamais permiti que a honra de alguém fosse atingida.
Cite um caso de "barbaridade contra pessoas aqui da nossa cidade" que eu me recolho à minha insignificância e volto atrás.
Repito: Comentários anônimos são bem vindos, desde que não ofendam a honra das pessoas.
Nós que mostramos a cara precisamos tomar cuidado ao combatermos a intolerância para que não usemos as mesmas armas dos intolerantes.
abraço

Amigos do Jekiti disse...

O Paulo é o nosso amado e grande presidente do M.E.R.D.A., ao qual sou filiado e me orgulho de fazer parte das suas fileiras.

Anônimo disse...

Jekiti, parece que V. tem 'memória curta'
Não faz muito tempo que o seu blog não passava de 'masturbação mental' exibida em fala e escrita
Era V. e o Cekinel primando por coisas sem nenhuma repercussão em nosso meio social.

Vs. eram,como vs. mesmo dizem na gíria dos intelectuais, ALIENADOS para as coisas deste mundo, excetuada, é claro, a merda contumaz e caprichosamente cantada, falada e degustada...
Foi a partir de pressão de anônimos que o seu blog se tornou "engajado' e útil ao nosso meio social.

E por falar em merda, quando não tem anônimo falando aqui e despertando a SANTA IRA DO PROPHETA CEKINEL, isto aqui vira uma bosta.

Anônimo disse...

De acordo, Não houve geração de empregos. Os últimos prefeitos não geraram empregos, mas gostaria
que cada candidato se pronunciasse, pois afinal todos se dizem com amor a cidade, o que tem feito de adicional para com os capelistas.

- Cadê as fotos (provas) quando de fevereiro 2011,houve a catástrofe? Onde estavam e como suas famílias ajudaram?
Coordenaram alguma frente de ajuda ao povo, pois se dizem pessoas do Povo.
Distribuição de alimentos\colchões? Estes sim seriam notáveis na atitude.

Suaram a camisa nestes dias de necessidades de muitos?

Que cada um se manifeste.

Boa intenção e falar de amor não garante uma boa administração,tem que ter ação com resultados.

Que demosntrem que não estão na campanha para angariar notoriedade apenas. Ou quem dirás, encher o bolso com o dinheiro dos partidos e talvez de outras fontes?
O que tem feito para a festa de 15 de agosto, o de novembro. Amor é abstrato, prova-se com ações ao povo.
Se nada fizeram é porque a cara-de-pau nao deixou. O interesse não é o povo.

Anônimo disse...

Vamos enaltecer o lado bom do atual Prefeito.
Foi devido à sua bonomania e aparente indiferença que os blogs se afirmaram como INSTRUMENTO DEMOCRÁTICO e como A VOZ DO POVO.

Essa realidade, nenhum futuro prefeito faz reverter... Se tentar, tem REVOLUÇÃO E REVOLTA.

Sei não se os blogs são a VOZ ou a FOZ do povo.... Mas é fato que , pelo menos lutam pela mudança de idéias que lentamente redundam em beneficio geral, inclusive do povo....
-?????
- Não me falem do resto. Chega de lamúrias, que 'Ele", mais um pouco, tá arrumando suas tralhas pra deixar a prefeitura..... (requiescat in pace....)

Anônimo disse...

"Louco é aquele que sempre faz tudo igual e quer resultados diferentes"

(acabei de escutar essa frase no filme:- " O DINHEIRO NUNCA DORME"- não me lembro em que canal da sky)

Henrique Dias disse...

Os eleitores de Antonina devem ficar felizes, seja qualquer que for o resultado das eleições.
Em Curitiba o Ratinho Jr. como o próprio nome já diz , promete tratamento veterinário grátis pata todas pessoas carentes que não podem pagar. Viva o Ratinho Jr.

Ver em:

http://contextolivre.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

aí vai uma sugestão ao futuro prefeito(a) da terrinha, instale no jekiti a agencia do trabalhador e a agencia do voluntariado afinal temos lá tantos aposentados e outros que não tão nem aí com o seu trabalho e alguns desempregados que não sei do que vivem que achariam neste local o que fazer. OBS: NÃO FIKA UM MEU IRMÃO

Dr. Teobaldo Cruz Credo-Psiquiatra disse...



Antonina é a cidade dos homens e mulheres "indigos#.

Bóson de Higgs disse...

Ao
Anônimo / 27 de setembro de 2012 09:48


A frustração pode ser um círculo vicioso e descendente. Se você se frustra com o seu trabalho, este se torna ainda mais difícil, o que leva a mais frustração. Quando você se frustra com as ações de outras pessoas, suas atitudes freqüentemente reforçam o comportamento ofensivo delas, o que aumenta sua frustração.

Na frustração existe ressentimento, mas também o desejo de melhorar. Esqueça o ressentimento. Ele só serve para tornar a situação ainda pior. Em vez disso, concentre-se na motivação necessária para transformar
essa situação em algo proveitoso.

Use a energia da sua frustração não para responder com raiva e ressentimento, mas para seguir em frente de maneira positiva.

Não veja sua frustração como uma desculpa para sentir pena de si mesmo. Considere-a como uma forma de identificar oportunidades de crescimento em sua vida.

Esforce-se para eliminar o ressentimento e a autopiedade da sua frustração, e ela se tornará uma força poderosa e positiva.

Anônimo disse...

O JKT precisa ser revitalizado.
Mesas fixas e cadeiras patrocinadas(fixas tb) assim oces daí ficam lá jogando dominó, ou dama, quem sabe xadrez.
Assim si chove o povo se a-"briga" sentado e num si móia o intelecto. Faca-se novo. ah um barcão pro chops e pras revistas. Qum sabe um acesso a net digratis.
Em suma idéias ...

Sonia Nascimento disse...

Luiz, as obras que o Canduca está fazendo são resultado de emendas do Vanhoni,do PT, de orçamento da Transpetro, do dinheiro do Governo Federal para a cidade depois das chuvas de março. Ele deixou pra fazer tudo no final do governo, quem sabe com idéia da reeleição, só esqueceu de se candidatar. Não foi ninguém que saiu que estava atrapalhando essas obras, imagine. O pessoal que saiu não tinha esse poder. Tanto que, tirando as obras, a cidade continua suja, a coleta de lixo está um caos, a saúde (agora) está aos trancos e barrancos. Eu faço parte do Conselho da Criança e do Adolescente e faz 8 meses que não sou convocada para uma reunião. As reivindicações do bairro onde moro feitas pela Associação de Moradores não recebe resposta dos ofícios que encaminha para a PMA desde a sua fundação. A Thiago Peixoto não tem sinalização, mesmo com 4 escolas no seu percurso. A hora da saída das crianças é sempre um sufoco, pois os caminhões, carros e motos não respeitam os pequenos transeuntes. A Defesa Sanitária ou seu equivalente não tem um programa para atender os animais abandonados, que sujam as ruas do meu bairro, estraçalhando lixos e deixando lembranças de sua existência pelas calçadas. Essa cidade é a que eu moro. O centro é só o miolo, onde mora o prefeito. Os bairros pobres ainda sofrem com esgoto a céu aberto, lama e buracos nos dias de chuva, falta de iluminação nas ruas.Meu bairro, o Batel, não tem nem uma pracinha onde se possa levar as crianças para lazer. A quadra de esportes está toda estragada por vândalos. Os prédios que pertencem à PMA estão se desmanchando. Vá fazer uma visita à estação, você vai chorar de ver o velho prédio apodrecendo. Luiz, não força!!!! Teu candidato (e você nem vota aqui) foi secretário da MÔnica, bem na época em que as creches foram fechadas e o carnaval virou aquilo (trio elétrico alugado). As festas, no governo da Mônica, viraram uma melancólica feira de produtos do Paraguai. Teu candidato era o secretário. Um abraço, meu amigo.

Amigos do Jekiti disse...

Sônia,
Você está com a cabeça cheia por conta da campanha.

Anônimo disse...

Gostei da idéia postada por um certo anônimo de "revitalizar o jekiti e de instalar uma agência do trabalhador"; na minha opinião aquilo ali é um incentivo ao ócio, ao remanso, ao não fazer nada e criticar tudo e todos. Sem contar que é um lugar bem nojento; se a vigilância sanitária da cidade realmente funcionasse deveria interditá-la.

Gilson Cruz disse...

Luis,criticar é fácil,quero ver é fazer algo concreto,o que voce fez de concreto até hoje por Antonina,além de desperdiçar teu tempo com improdutividade,faça algo palpável e talvaz voce tenha crédito,candidate-se teste tua popularidade,talvez seja maior do que a da Monica,o que duvido,voce faz parte da bossalidade que acha-se a elite capelista,nem faz parte do dia dia da cidade,é mais um filho desta terra expulso pela falta de perspectiva prtofissional,venha fixe residencia,lute dia a dia e serei o primeiro a ter aplaudir

Amigos do Jekiti disse...

Eu sou "bossal", Gilson.
abraço

Anônimo disse...

Senhor Gilson Cruz, é verdade que em todo lugar tem trogloditas, mas Antonina é uma terra de trogloditas em excesso, justamente porque acha inútil aqueles que pensam a realidade para conduzi-la a paragens mais racionais.

Sem ironias, gostei de sua sugestão, ao dizer que o Jekiti se candidatasse. tanto quanto Ele, poderiam ser candidatos o Eduardo Bó, o Jef Picanço, o Neuton, o André da Farmacia..... Mas acontece que a política é o 'metier' preferido dos TROGLODITAS, . Estes jamais deixariam uma pessoa de bom senso ocupar o poleiro.....

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento