"Monocrômica, anacrônica, atraente, arcaica Antonina, não amo-te ao meio, amo-te à maneira inteira."
Edson Negromonte.



quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Secretário defende licitação da Interportos no final do governo

ANTONINA - O menor trecho do projeto está no edital de Antonina prevendo a implantação em pista dupla e parcialmente elevada entre o Porto de Antonina e a BR-277 com 8,9 km.

O secretário dos Transportes, Mario Stamm, defendeu a licitação de R$ 27 milhões para a Rodovia Interportos nos últimos dias do atual governo.
O governador Orlando Pessuti lançou o edital da licitação no dia 4 de novembro e pretende escolher a empresa vencedora no dia 20 de dezembro, pouco mais de uma semana antes de transmitir o cargo para o governador eleito, Beto Richa. O custo da obra, que inclui uma ponte de 800 metros sobre a baía de Guaratuba e uma pista elevada em Antonina já ultrapassa a estimativa de R$ 1 bilhão.
O futuro líder de Beto Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, criticou a pressa de Pessuti em comprometer o futuro governo com projetos e despesas.
Na quinta-feira (18) Stamm defendeu a “herança” durante reunião do Conselho da Autoridade Portuária do Porto de Paranaguá (CAP).
“É obrigação do Governo elaborar projetos viários que atendam a economia estadual, que respeitem o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental e que tenham como termo de referência a integração multimodal e o atendimento aos terminais marítimos”, disse o secretário á Agência Estadual de Notícias.
“É uma boa herança que o Governo de Orlando Pessuti deixará para seu sucessor. É um projeto de Estado e não de Governo, por atender uma demanda econômica e por propiciar o desenvolvimento social”, disse Stamm.
O secretário esclareceu aos membros do CAP que a Rodovia Interportos precisa de aproximadamente 24 meses para a elaboração do projeto, que incluirá detalhados estudos ambientais em regiões como do novo acesso à Antonina à partir da BR-277, com a construção da pista elevada sobre pilotis, e a construção de uma ponte de 800 metros sobre a baía de Guaratuba.
O superintendente da Appa, Mario Lobo Filho, também defendeu a licitação no final do mandato de Pessuti. “Entendemos a implantação da rodovia como vital para o desenvolvimento dos nossos portos e sabemos da importância de dar início imediato aos projetos de instalação para o futuro”, disse.

Fonte: Correio do Litoral/ Gustavo Aquino.

Por Amigos do Jekiti

A "política desenvolvimentista" tucana, liderada pelo Beto "perfumadinho" Richa, entra em ação e quer porque quer brecar a rodovia que ligará os portos de Antonina e Paranaguá ao porto de Santos. Esta rodovia trará desenvolvimento ao litoral, pois, segundo estudos, a obra deverá aumentar em três vezes a movimentação portuária.
Os tucanos capelistas devem estar em festa com a grande notícia e com a enorme capacidade desenvolvimentista de Beto Richa e seus tucanos amestrados. Mas eles não devem estar precupados, pois daqui a dois anos o povo esquece e votará neles para a câmara municipal e prefeitura.
Outra coisa: quem quiser saber o que é a administração municipal do tucaninho perfumado é só dar um passeio de carro pela Linha Verde... É um desastre da engenharia rodoviária!

12 comentários:

Anônimo disse...

Municipalização do Porto Barão de Teffé...JÁ!!!!!!!!

Amigos do Jekiti disse...

Este blog está aberto ao amigo anônimo detalhar sua opinião sobre as vantagens da municipalização do porto.
Eu, a princípio, sou a favor da Federalização dos portos, do tipo:
MT-DNPVN
(Maria Teresa Deu Nosso Porto a Vilson Nogueira)

TOKADARTE disse...

Paissute de Antonina, esperamos que Beto não mele este big projeto que é de suma importância para o desenvolvimento de nossa terra e do povo capelista.

Anônimo disse...

Querido Henrique

Não devemos ser pessimistas, a tua homofobia ontra partidos politicos não leva a nada, tenha paciencia e aguarde,ser vidente é arte para muito poucos, as suas avaliações e previsões para o futuro são muito perigosas, não podemos esquecer que os novos mandatarios vão assumir os seus postos no ano que vem, no governo estadual e federal, não podemos julgar as pessoas para não queimarmos a nossa lingua.

" O TEMPO É SENHOR DA RAZÃO"

Obrigado pelo espaço

Edvaldo disse...

A obra seria uma guinada positiva para a cidade de Antonina.Agora projeto é uma coisa ,recurso para executá-lo é outra.Será que esta obra está prevista no orçamento do estado para 2011? Caso não esteja o
Pessutão tá de brincadeira,tá querendo fazer cortesia com o chapeu dos outros.Porque o Pessuti não defendeu essa causa desde o início do governo Requião.E lá já se vão oito anos.

Anônimo disse...

Esse ANÔNIMO aí tem o bico azul, com certeza!

UM BICO AZUL TE ACUDANDO DE HOMOFOBIA?

É pra cagar de rir

uhauhauhauhauhaaa

O bico é muito grande ele nem consegue ver seu próprio rabo!

abraços grande Luiz.

Edson de Araújo disse...

Seria uma obra excelente Luiz!
Mas, o custo monumental fará com que esse projeto demore para bater asas. E o impacto ambiental então (atingirá a área mais preservada de mata atlântica)?
Gostaria de estar errado.
Abração.

Amigos do Jekiti disse...

Querido anônimo
Não sou um homofóbico político, porque não odeio nenhum tucano gay.
abração

Edson, segundo o que li o impacto ambiental da obra não trará consequencias danosas à Mata Atlântica. Claro, não tenho certeza disso, mas por favor entenda minha ansiedade de quem muito ouviu falar da "terra do já era", como bem colocou Bó no samba enredo.
Abração!

PAULO R. CEQUINEL disse...

Homofobia contra partidos? Partidofobia, esquedorfobia, direitofobia, centrofobia, que porra é esta, meus caros?
Tem gente que tem lá suas preferências, e tudo é possível, e tudo é da lei, mas sentimentos ou atitudes de caráter homofóbico contra partidos eu nunca vi.
PAULO ROBERTO BANANA PARTY CEQUINEL
THE ORNITORRINCO "OH MY GOD" COMPANY

Anônimo disse...

Não entendi, ligar os portos de Antonina e Paranaguá ao porto de Santos através de uma rodovia que corte o último santuário ecológico de mata atlântica e berçário marinho do atlântico sul ? É isso mesmo ? Sob o pretexto de desenvolver a região ? Se for isso, este humilde cidadão que vos escreve, e que através das fileiras do movimento estudantil do início da década de 1980, lutou para que essa reserva fosse criada e essa região preservada do "desenvolvimento da região", que muitos chamam de progresso, de modernidade, se posiciona, respeitosa e modestamente contra um absurdo desses. Saludos.,.

PAULO R. CEQUINEL disse...

Prezado anônimo:
Não gosto de quem se esconde no anonimato e, mais ainda, de anônimos que paracem ter coisas importantes a nos dizer, como você.
Não tenho a menor ideia se a estrada - qualquer estrada - resolverá problemas por aqui, mas, por quais cargas d'água, anônimo, você fica aí apenas falando pelos cantos?
Venha para o debate, ponha sua cara a tapa, meu caro.
Experimente. Não tem cheiro, não deforma, não solta as tiras. Não dói.
PAULO ROBERTO CEQUINEL
PERFEITAMENTE IDENTIFICADO POR SEU RG 847.060-0/PR

Amigos do Jekiti disse...

Anônimo,
Não tinha lido seu comentário.
Sobre o "santuário ecológico", prefiro confiar nos estudos que informam que o impacto ambiental na Mata Atlântica não é significatico... Isso para mim basta!
Outra coisa: Vcs ecologistas se acham os donos do saber. Se vc não sabe há estudos que provam que na idade média a temperatura era 3 graus Cent. maior que a de hoje.
O que pode haver nesse discurso ambientalistas é a pura manipulação de números, com a disculpa de salvarem o planeta e, pelo medo, angariarem simpatizantes para suas causas políticas.
Outra coisa: Acho esse papo de mico leão dourado um pé no saco!

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento

O JEKITI NOS ANOS 60 - foto do amigo Eduardo Nascimento